ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Alagamentos:
 
SITUAÇÃO DE FAMÍLIAS EM ÁREA DE RISCO É QUESTIONADA
 
14/06/2017
Fonte: assessoria

A situação vivida por mais de vinte famílias em uma área de risco, onde diversos casos de alagamentos são verificados a cada ocorrência de chuvas intensas, além de fatores ligados à questão sanitária, com formação de lodo e acúmulo de detritos, vem sendo questionada há algum tempo na Câmara Municipal de Prudentópolis, que vem reivindicando solução ao caso, ou ações que amenizem o problema, clamado pelos moradores que estão instalados na região, com moradias em condições precárias. Inicialmente, o fato foi levantado pelo Vereador César Augusto Schirlo, sobre os constantes alagamentos em uma das residências, instaladas praticamente sobre um córrego existente na área de fundo de vale, junto do lago municipal, que divide com a Rua Duque de Caxias, no Loteamento Jardim Brasil, e de outro lado divisando com terras da família Boiko e Loteamento Domingos Luiz. Um bueiro entupido nas imediações, vem gerando esses alagamentos, além de formação de água parada, com um lodo que gera mau cheiro e proliferação de insetos.

         A partir de então, a Comissão Permanente de Saúde, Educação e Assistência Social passou a analisar o caso e emitir ofícios ao Poder Executivo, solicitando mais informações acerca da questão. Segundo o que informou à Comissão, o Setor de Topografia da prefeitura, conforme levantamento realizado em maio de 2017, foram encontradas 26 casas nessa área, um espaço de preservação permanente do arroio e que foi invadida pelos moradores, sem que o poder público tomasse medidas cabíveis ao fato. Com as informações, a comissão organizou uma reunião na câmara, solicitando a participação de representantes dos Setores de Topografia; de Habitação; da Secretaria de Administração; da Secretaria de Assistência Social; da Secretaria de Saúde; da Secretaria da Vigilância Sanitária; da Secretaria de Meio Ambiente.  O encontro, realizado ao final da tarde de terça-feira, 13, reuniu a maioria dos vereadores e ouviu cada um dos setores envolvidos, sobre medidas ou ações que possam reduzir os impactos sobre essas famílias, a curto prazo, bem como soluções futuras em definitivo.

         Uma das alternativas imediatas a respeito, é a reabertura do bueiro entupido que cruza a Rua Santos Dumont, provocado pelo assoreamento do arroio, com enxurradas de terra e cascalho, o que vem provocando alagamentos nos lotes. Para futuro, a meta é remover essas famílias para projetos habitacionais que estão sendo implementados pelo Município e Governos Estadual e Federal, destinado a famílias carentes. Ainda, está se aguardando uma liberação ambiental do Instituto das Águas do Paraná, e do Instituto Ambiental do Paraná, para abertura de um bolsão de reserva de água desse fundo de vale, que complementará o projeto do lago municipal, justamente regulando a vazão de águas quando de chuvas intensas, evitando alagamentos nas partes mais baixas. Na quarta-feira, 14, pela manhã, vereadores e representantes das Secretarias de Meio Ambiente e Obras estiveram no local, e devem iniciar a reabertura do bueiro e valas para escoamento da água que atinge mais diretamente oito casas localizadas sobre a região direta do arroio que passa pelo local e que são as principais atingidas pelas enchentes constantes. A partir da liberação ambiental, deve ser feita a abertura do bolsão e que deve reduzir drasticamente as enchentes na região.

 

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» SESSÃO SOLENE HOMENAGEIA LUIZ FERNANDO PENTEADO
» CÂMARA DEVOLVE RECURSOS DO ORÇAMENTO AO MUNICÍPIO
» TENENTE WALLA RECEBE HOMENAGEM PELO TRABALHO REALIZADO NA COMPANHIA
» CÂMARA ESCLARECE SOBRE QUESTÃO DA LEI DOS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS
» ORÇAMENTO DO MUNICÍPIO FOI APROVADO EM R$ 150 MILHÕES
» PRESTAÇÃO DE CONTAS DA CÂMARA É APROVADA PELO TRIBUNAL
VER TODAS
 

Horário de Atendimento: 08:30h às 17:00h - Email: atendimento@cmprudentopolis.pr.gov.br
Telefone: (42) 3446-8600